Review do AirPods Max: testamos o fone gourmet da Apple

Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Receba os artigos diretamente no seu email


Review do AirPods Max: testamos o fone gourmet da Apple 1


Em seguida dois anos de rumores, no final de 2020 a Apple lançou o AirPods Max, seu fone de ouvido circumaural com várias tecnologias e totalmente integrado ao ecossistema de produtos e serviços da empresa. O AirPods Max chegou para se diferenciar dos seus concorrentes, com design e construção que passa um ar de resistência e sofisticação, usando materiais que geralmente passam longe de fones de ouvido e trazendo um ótimo cancelamento de rumor ativo e modo transparência único no mercado. Mesmo assim, só se fala no preço do resultado, finalmente, quase R$ 7.000,00 por um fone de ouvido?

O primeiro “fone grande” da Apple foi lançado nos Estados Unidos por U$ 549 e chegou por R$ 6.899 cá no Brasil. O preço assusta mesmo por lá, onde o poder de compra dos consumidores é muito maior do que o nosso, restringindo bastante o público meta do AirPods Max, o que acaba não tirando a importência de uma estudo do resultado, finalmente, a Apple tem a capacidade de ditar tendências e direcionar os concorrentes nos mercados em que a empresa atua.

Uma vantagem da Apple é que a empresa além de fabricar fones, também possui um serviço próprio de streaming de música e ótimo relacionamento com a indústria fonográfica. Isso permitiu que, passados 06 meses do lançamento do AirPods Max, a Apple incorporasse suporte a som espacial no Apple Music (em parceria com a Dolby) o que se tornou a cereja do bolo em toda essa discussão ao volta dos méritos do fone. O som espacial já estava presente em filmes com suporte a som surround 5.1 ou mais canais, desde que o...

filme fosse reproduzido em um telefone, tablet ou notebook comportável da própria empresa. Agora milhares de músicas também podem ser reproduzidas através do Apple Music, sem remunerar zero a mais do que uma assinatura generalidade para isso: Evidente, a teoria é vender mais AirPods!

A Apple que não é famosa por desenvolver produtos que consideram a premência dos seus clientes. Eles tem uma visão e a seguem, goste você, ou não. Steve Jobs já dizia que muitas vezes o consumidor não sabe exatamente o que quer e a Apple historicamente tenta gerar tendências. Assim porquê a Apple volta e meia tenta subverter a veras. Fone bluetooth com som de subida fidelidade? Ok, Apple! Vestimenta que o Bluetooth traz conveniência, nos livra de cabos, e quando você está dentro do universo de produtos da Apple, a risca AirPods proporciona uma praticidade única. 

Nessa estudo em vídeo trago para vocês minha experiência com o caríssimo fone da Apple, também demonstro na prática tecnologias porquê o cancelamento de soído ativo e o modo transparência, além dos meus pitacos sobre o que esperar da qualidade do fone ao ouvir músicas, além da própria integração com ecossistema da empresa. Evidente, passando também pelas vantagens e limitações do “som espacial” e minha experiência com a tecnologia.





Fonte