O que é Inovação e qual a valimento dela

Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Receba os artigos diretamente no seu email


O que é Inovação e qual a valimento dela 1


Apesar de sermos um portal de notícias especializado no ponto, ainda restam dúvidas sobre o que é Inovação. Por esse motivo, hoje o Neo Radar veio te explicar tudo sobre esse tema. Confira!

O que é Inovação?

Inovação é um concepção muito utilizado, principalmente no contexto empresarial, ambiental ou até mesmo econômico. O ato de inovar significa a premência de gerar caminhos ou estratégias diferentes, aos habituais meios, para atingir determinado objetivo. A teoria de inovação, no entanto, não deve permanecer fadada somente à invenção de novos produtos, serviços ou tecnologias, mas também ao valor ou concepção de determinada coisa, porquê o modo de organizar uma empresa, por exemplo.

No contexto empresarial existem vários tipos de inovação, porquê a inovação de produtos, inovação de marketing, inovação organizacional, inovação radical, inovação incremental, e etc. Atualmente, a inovação pode ser considerada um sinônimo de adaptação e, para que as empresas possam obter resultados e continuar no mercado empresarial, as inovações são essenciais para que possam se moldar às mudanças que acontecem nas estruturas sociais e econômicas.

Qual a valia da Inovação para as empresas?

Na maioria das atividades, inovar é importante para se manter sempre um passo avante da concorrência. Empresas que têm uma cultura voltada para a inovação demonstram maior desembaraço para identificar tendências de mercado e atender às novas demandas que elas trazem. Ou, logo, para gerar novas demandas.

Quem possui uma postura mais conservadora pode pensar que não precisa disso tudo, pois a empresa sempre teve e sempre vai ter seu nicho de mercado, sem ser incomodada pela concorrência. Esse é um grande erro, pois zero garante que o cenário permanecerá o mesmo para sempre. Aliás, a tendência é que não permaneça. Outro empreendedor, com uma mentalidade dissemelhante, pode pensar em uma solução novidade e desbancar a tradicional empresa. Isso já aconteceu inúmeras vezes.

Porquê inaugurar a inovar?

Ser inovador é incorporar a postura da inovação na cultura da empresa, não somente ter uma teoria novidade e colocá-la em prática. A Apple, por exemplo, não parou nos computadores pessoais. Inovou criando o iPod, iPhone e iPad.

Tudo isso porque seu foco não é gerar produtos inovadores, e sim pensar dissemelhante (“think different” é o lema da empresa). Ou seja, sua cultura organizacional é voltada para desafiar o status quo. E projetar produtos com design bonito e interface amigável é o meio para inferir esse objetivo.

E mais: Airbus apresenta 3 aviões movidos a hidrogênio

Logo, para ter uma organização inovadora, é preciso concentrar os esforços mentais primeiro em uma estratégia, em um posicionamento porquê empresa. A companhia precisa de processos que estimulem a geração de valor a partir da originalidade.

O que é cultura de Inovação?

A cultura da inovação é o envolvente de trabalho que os líderes cultivam para nutrir o pensamento pouco ortodoxo e sua efetiva emprego na empresa. Locais de trabalho que promovem uma cultura de inovação geralmente suportam a crença de que a inovação não vem exclusivamente das lideranças, e pode vir de qualquer pessoa na organização. As culturas de inovação são apreciadas por organizações que competem em mercados definidos por mudanças rápidas; Manter o status quo é insuficiente para competir de forma eficiente, tornando a cultura da inovação forçoso para o sucesso.

As culturas de inovação muitas vezes medem os funcionários com base em métricas, porquê a geração de valor (tanto para clientes quanto para acionistas) e diferenciação competitiva, em vez de métricas tradicionais, porquê a entrega no prazo e a geração de receita. As empresas que promovem o pensamento inovador também incentivam a invenção e encontram maneiras de recompensar o tempo gasto na pesquisa necessária para gerar novos produtos e idéias. Um exemplo muito citado de cultura de inovação é a política do Google, que permite aos funcionários gastar um quinto da semana de trabalho no que querem trabalhar, com a expectativa de que esse trabalho discricionário resulte em um resultado ou serviço lucrativo para a empresa.

Tipos de Inovação

Segundo o setentrião americano Larry Keeley, fundador da empresa Doblin, existem mais de 10 tipos de inovação. O padrão de Larry se labareda 10 TI, e ele faz questão de deixar evidente que não existe uma sequência ou jerarquia entre os tipos de inovação. Veja a descrição de cada um dos tipos de inovação a seguir:

Inovação de modelos de Negócios

As inovações no padrão de negócios é quando a empresa consegue inovar encontrando outras maneiras de gerar lucro. Quer ver um exemplo? Quando os aplicativos para smartphone ainda eram novidade e nem todo mundo estava disposto a remunerar por eles, alguém teve a teoria de obter lucro com anúncios nas versões “free”, gratuitas dos aplicativos. Essa foi uma inovação no padrão de lucro das empresas desenvolvedoras de aplicativos, que acharam uma maneira de obter receita mesmo quando não estavam de vestimenta vendendo seu resultado ao seu cliente.

Inovação de...

Network

As inovações de network dizem reverência a encontrar maneiras de gerar conexões para produzir benefícios a todos os envolvidos. Atualmente, isso é cada vez mais generalidade. As empresas promovem parcerias em que as forças do parceiro permitem que você supere suas próprias fraquezas.

Mas as redes não precisam ser formadas entre empresas. Elas também podem ocorrer de maneira mais ocasião, por exemplo, com profissionais autônomos. Isso faz secção das tendências de flexibilização do trabalho. Um bom exemplo são os serviços de mobilidade urbana, em que a empresa por trás do serviço forma uma rede com todos aqueles motoristas cadastrados em seu sistema.

Inovação de Estrutura

As inovações de estrutura estão relacionadas ao modo porquê a empresa dispõe dos seus vários ativos, sejam tecnológico ou humano. Assim, quando a organização desenvolve um novo programa para identificar talentos e desenvolver lideranças, está implementando uma inovação de estrutura. Quando ela cria uma campanha para reduzir consumo e desperdício de insumos de escritório também.

Inovação de Processo

As inovações de processo estão entre as mais conhecidas. Elas estão no nível operacional, e podem ser traduzidas porquê inovações no modo porquê uma certa atividade é desenvolvida. Atualmente, a termo de ordem em inovação de processo é lean, ou seco: as empresas buscam maneiras mais simples, livres de desperdício de tempo, esforço ou recursos, para produzir os mesmos resultados que seus concorrentes.

Inovação da Performance do resultado

As inovações de desempenho de resultado buscam trazer melhorias para o resultado, reforçando sua proposta de valor, seus atributos ou sua qualidade. É esse tipo de inovação que você está vendo quando uma operário de equipamentos eletrônicos lança um novo computador que promete mais desempenho, ou quando uma montadora de automóveis coloca no mercado um coche que consome menos combustível, por exemplo.

Esses são exemplos grandes, mas toda empresa procura inovação de desempenho de resultado, desde aquela que produz tampas de canetas até aquela que desenvolve tanques de guerra. E, evidente, isso não se aplica somente às empresas que trabalham literalmente com fabricação: o mesmo vale para empresas de serviços, de negócio.

Inovação de Sistema de Resultado

As inovações de sistema de resultado dizem reverência às formas inovadoras porquê os produtos e serviços se conectam com um conjunto multíplice que visa gerar um sistema congruente e que gere valor para o usuário.

Talvez a Apple seja um dos exemplos mais claros, porque cada equipamento complementa o outro de uma maneira que produtos de outras empresas não podem fazer. Não é a toa que clientes da Apple, em universal, compram diferentes itens da marca. O concepção por trás desse tipo de inovação é simples, mas possante: o cliente tira o sumo de favor do seu resultado quando o utiliza em conjunto com outros produtos da sua empresa.

Inovação de Serviço

As inovações de serviços se relacionam com a melhoria da utilidade, desempenho e valor aparente de uma oferta. Atualmente, a maioria das empresas fabricantes de produtos estão encontrando maneiras de inovar com serviços que aumentam o valor percebido por seus clientes. É aí que entram seguros especiais, garantias estendidas, suporte ao usuário, e assim por diante. Eles não são o item principal da compra, mas apresentam um papel importante ao melhorar a qualidade da experiência do seu cliente.

Inovação de Conduto

As inovações de ducto abrangem todas as maneiras inovadoras que a empresa conecta suas ofertas com seus clientes e usuários. A grande tendência dos últimos anos está no negócio eletrônico, que permite que qualquer pessoa tenha aproximação aos produtos que deseja sem transpor de morada.

Porém, é justamente nesse cenário que as inovações em relação às lojas tradicionais podem ter ainda mais impacto. O principal exemplo recente foi o lançamento da Amazon Go, loja física da Amazon em que não há nenhum funcionário. O cliente entra, pega o que precisa, sai, e a cobrança é feita involuntariamente no cartão de crédito registrado.

Inovação de Marca

As inovações de marca dizem reverência ao modo porquê o cliente vê sua empresa, buscando prometer que ele reconheça, se lembre e escolha o seu resultado na hora de comprar. São as estratégias inovadoras dos pontos de contato entre a empresa e seus clientes.

Quer um exemplo simples? O detergente é um resultado geralmente vendido com a promessa de ser econômico. Porém, a Ypê fez uma inovação de marca ao focar suas propagandas no veste de que ela é uma organização preocupada com o meio-envolvente. Por isso, consumidores que têm uma poderoso consciência ecológica vão se lembrar da Ypê na hora de comprar detergente.

Inovação de Experiência do Cliente

As inovações de experiência do cliente buscam fabricar novas maneiras de promover a interação e o diálogo entre a empresa e os clientes. São os movimentos de inovação que buscam compreender as aspirações profundas de clientes e usuários para assim, gerar-lhes experiências.

Houve um tempo em que as redes sociais promoveram uma verdadeira revolução no envolvimento do cliente. Hoje, esse tipo de inovação exige uma ousadia ainda maior. A procura é por proximidade, pelo contato um a um, orgânico e fidedigno.

Gostou de saber o que é Inovação? Confira outros conteúdos exclusivos no nosso Instagram!



Fonte