Cefojor deve ser um meio de primazia Política Informação Social, Manuel Varão, advogou, ontem, em Luanda, a premência de se transformar o Cefojor num meio de primazia para a formação de quadros da informação social.

Retrato Edições Novembro

No final de uma visitante àquelas instalações, Manuel Varão garantiu a melhoria das condições de infra-estruturas , actualização do material tecnológico e renovação a nível interno, para a formação de jornalistas, augurando a premência de se terem recursos humanos de superioridade, para se ter uma informação social cada vez melhor e mais próxima dos objectivos pelos quais foi constituído.

Manuel Varão deu a saber a existência de um trabalho, em colaboração com várias instituições internacionais “vocacionadas para a formação nas áreas de informação social e organizacional que dentro em breve deverão trabalhar com o Cefojor”. 

O ministro das Telecomunicações Tecnologia de Informação e Informação Social, instou os responsáveis do Cefojor a trabalharem com especialistas do departamento ministerial que dirige, para o início do processo de transformação daquela estrutura, uma vez que já está em curso a revisão

do seu regime orgânico.

Escoltado pelo secretário de Estado da Informação Social, Nuno Caldas Albino, e dos presidentes dos juízo de gestão de empresas públicas do sector, o ministro pediu aos quadros do Cefojor “espírito de trabalho desprendido”, pois “depois da tempestade vem a calma”. 

A funcionar desde 2002, com 71 colaboradores, dos quais 24 efectivos, o Cefojor, segundo o director-universal, Joaquim Paulo, paga salários muito baixos, se comparados aos dos órgãos sob tutela do Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Informação Social.

Em resposta, Manuel Varão tranquilizou a direcção da instituição, afirmando que “zero está perdido”, tendo guardado trabalhar com os órgãos afins para resolver a situação que se vive no Cefojor. O Cefojor tem um estúdio de rádio e televisão, livraria, salas de formação, laboratório de prelo, áreas de publicidade e de espectáculos musicais.


[ad_2]
Fonte
Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Receba os artigos diretamente no seu email


Cefojor deve ser um meio de primazia Política Informação Social, Manuel Varão, advogou, ontem, em Luanda, a premência de se transformar o Cefojor num meio de primazia para a formação de quadros da informação social.</p>  <figure class="ink-image top-space"><img src="http://www.conceberdigital.com.br/v2/wp-content/uploads/2020/07/Cefojor-deve-ser-um-centro-de-excelência-Política-Jornal-de-Angola.jpg" alt=""/></figure><figcaption class="dark over-bottom"><cite>Retrato Edições Novembro</cite>
 </figcaption><p>No final de uma visitante àquelas instalações, Manuel Varão garantiu a melhoria das condições de infra-estruturas , actualização do material tecnológico e renovação a nível interno, para a formação de jornalistas, augurando a premência de se terem recursos humanos de superioridade, para se ter uma informação social cada vez melhor e mais próxima dos objectivos pelos quais foi constituído.</p>
<p>Manuel Varão deu a saber a existência de um trabalho, em colaboração com várias instituições internacionais “vocacionadas para a formação nas áreas de informação social e organizacional que dentro em breve deverão trabalhar com o Cefojor”. </p>
<p>O ministro das Telecomunicações Tecnologia de Informação e Informação Social, instou os responsáveis do Cefojor a trabalharem com especialistas do departamento ministerial que dirige, para o início do processo de transformação daquela estrutura, uma vez que já está em curso a revisão<!--/* OpenDisplay Javascript Tag v2.8.5 */-->
</p><noscript><img src="http://www.conceberdigital.com.br/v2/wp-content/uploads/2020/07/Cefojor-deve-ser-um-centro-de-excelência-Política-Jornal-de-Angola.php" border="0" alt=""/></noscript>
 do seu regime orgânico.
<p>Escoltado pelo secretário de Estado da Informação Social, Nuno Caldas Albino, e dos presidentes dos juízo de gestão de empresas públicas do sector, o ministro pediu aos quadros do Cefojor “espírito de trabalho desprendido”, pois “depois da tempestade vem a calma”. </p>
<p>A funcionar desde 2002, com 71 colaboradores, dos quais 24 efectivos, o Cefojor, segundo o director-universal, Joaquim Paulo, paga salários muito baixos, se comparados aos dos órgãos sob tutela do Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Informação Social.</p>
<p>Em resposta, Manuel Varão tranquilizou a direcção da instituição, afirmando que “zero está perdido”, tendo guardado trabalhar com os órgãos afins para resolver a situação que se vive no Cefojor. O Cefojor tem um estúdio de rádio e televisão, livraria, salas de formação, laboratório de prelo, áreas de publicidade e de espectáculos musicais.</p>                                                </div>
<br>[ad_2]
<br><a href="http://jornaldeangola.sapo.ao/politica/cefojor-deve-ser-um-centro-de-excelencia">Fonte </a> 1 ...