Astrónomos descobrem planeta recém-nascido gigante a 330 anos-luz da Terreno

Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Receba os artigos diretamente no seu email


Astrónomos descobrem planeta recém-nascido gigante a 330 anos-luz da Terreno 1


Sem incerteza que o tamanho de Júpiter e Saturno impressionam pela sua imponência, estes gigantes gasosos “perto” da Terreno estabeleceram uma graduação para o nosso sistema solar. Conforme os conhecemos, estes dois planetas são centenas de vezes maiores que a Terreno. Na verdade, dentro de Júpiter, poderíamos colocar mais de 1300 planetas do tamanho do nosso. Esses números podem ser incríveis, mas a verdade é que os planetas podem-se tornar ainda maiores.

Os cientistas do Instituto de Tecnologia de Rochester descobriram um gigantesco planeta recém-nascido, mais próximo da Terreno do que qualquer outro da mesma idade localizado até à data.

Imagem ilustração planeta bebé

Os planetas estão-se a formar devido à seriedade, que reúne material ao longo de milhões de anos. Portanto, não há porquê manifestar quão grande um planeta se pode tornar. Porém, somos livres para procurar os maiores disponíveis. E os astrónomos encontraram outro exoplaneta que os está a deixar extasiados!

 

Planeta 10 vezes mais massivo que Júpiter

Um grupo de investigadores  fez uma invenção impressionante ao usar dados recolhidos pelo observatório espacial Gaia. Eles encontraram o exoplaneta 2MASS 1155-7919 b que está localizado na Associação Epsilon Chamaeleontis, perto da constelação de Chameleon.

A Epsilon Chamaeleontis é uma estrela dupla na direção da constelação de Chamaeleon. Encontra-se a uma intervalo de 364 anos-luz em relação à Terreno

Os astrónomos consideraram leste planeta único, face às suas características, por ser jovem e enorme. Annie Dickson-Vandervelde, principal autora do estudo, detalha-nos mais sobre o recém-desvelado exoplaneta:

O objeto escuro e indiferente que encontramos é muito jovem e tem somente 10 vezes a tamanho de Júpiter, o que significa que provavelmente estamos a olhar para um planeta jovem, talvez ainda no meio da formação.

Imagem exoplaneta em formação

 

2MASS 1155-7919 b está a 330 anos-luz de intervalo da Terreno

O exoplaneta está muito próximo do nosso planeta, quando falamos numa graduação astronómica. Na verdade, nascente gigante está a “somente” a 330 anos-luz de intervalo. Mas calma, porque isto ainda fica mais curioso. Os cientistas usaram dados do observatório espacial para fazer a invenção. O planeta orbita uma estrela que tem somente muro de 5 milhões de anos, murado de 1000 vezes mais novidade que o nosso Sol. O planeta orbita o seu Sol a 600 vezes a intervalo da Terreno ao Sol.

Os cientistas ainda não sabem porquê é que um planeta tão jovem pode ter completado tão longe da sua “estrela mãe”. No entanto, é esperado que as imagens a captar no horizonte possam ajudar a compreender nascente mistério e a perceber porquê é que planetas destas dimensões podem findar em órbitas tão amplas.

Embora muitos planetas tenham sido descobertos através da missão Kepler e de outras missões semelhantes, quase todos [os mundos descobertos] são planetas ‘antigos’ (…) Levante planeta é exclusivamente o quarto ou o quinto exemplo até agora encontrado de um gigante tão longe da sua ‘estrela mãe”, e os teóricos estão a lutar para explicar porquê se formaram ou porquê foram lá parar.

Referiu Dickson-Vandervelde que admite possuir ainda muito mistério sobre o novo planeta.

Estas informações foram publicadas recentemente na revista científica Research Notes of the American Astronomical Society.





Fonte